Treinamentos Empresariais
para desenvolvimento de pessoas
CONTATO
21 3509.1280
Categories Menu

Custos (despesas) e a margem de contribuição

A reação dos custos e despesas às influências das diversas estratégias é essencial para a tomada de decisão.

Alguns custos e despesas são constantes ou fixos em um dado período de tempo, enquanto outros variam. A análise do ponto de equilíbrio enfatiza a distinção entre custos e despesas fixos e variáveis: os custos e despesas fixos podem ser definidos como aqueles cujas mudanças independem do volume de produção e vendas; as variáveis são aquelas cujas mudanças se dão diretamente de acordo com as mudanças observadas no nível de atividade.

A análise das empresas mostra que os custos e despesas variáveis totais aumentam proporcionalmente com o volume de saídas, enquanto custos e despesas variáveis unitários são constantes. Os custos e despesas fixos totais, entretanto, são sempre constantes. Assim, os custos e despesas fixos unitários diminuem quando as saídas de produção aumentam e aumentam quando essas saídas diminuem. Por causa dessa diminuição nos custos e despesas fixos unitários, o custo e a despesa totais unitários para um nível de atividade de 50.000 unidades é menor do que aquele para um nível de 40.000 unidades.

Se assumirmos que o preço de venda permanece constante, a diminuição de custo aumentará a lucratividade.

A margem de contribuição é outro conceito importante na análise do ponto de equilíbrio e é calculada deduzindo-se das receitas os custos e despesas variáveis. Este é o primeiro estágio do cálculo do lucro líquido disponível para cobrir os custos e despesas fixos. Uma vez que os custos e despesas fixos incorrem independentemente das vendas, a firma terá perdas se a margem de contribuição for insuficiente para cobri-los.

Quando o nível de atividade é baixo, a firma tem prejuízo por estar com seus custos e despesas fixos maiores que a margem de contribuição. À medida que aumenta o nível de atividade, aumenta também a margem de contribuição, que acabará por cobrir e exceder os custos e despesas fixos, passando então a formar lucro.

O ponto crítico, onde a margem de contribuição se iguala ao custo e despesa fixos, é chamado de ponto de equilíbrio (break even point) e indica o nível de atividade no qual a empresa tem lucro zero, ou seja, onde os custos e despesas totais são iguais às receitas totais.

 

 

Instrutor Ronaldo Miranda Pontes

Consultor associado da LCM Treinamento Empresarial Ltda