Treinamentos Empresariais
para desenvolvimento de pessoas
CONTATO
21 3509.1280
Categories Menu

Vírgula para distinguir explicação de restrição

Saber distinguir esses conceitos é fundamental para o emprego adequado da vírgula. Compare as duas frases:

a) Os deputados que respondem a processo na justiça deveriam ser impedidos de tentar a reeleição.

b) Deputados, que representam o poder legislativo, deveriam ser os primeiros a se comportar com dignidade.

No primeiro, há apenas uma informação: apenas os deputados que respondem a processo na justiça deveriam ser impedidos de tentar a reeleição. A oração em destaque tem função restritiva. No segundo exemplo, o sentido é bem diferente. Há duas informações distintas sobre deputados. A primeira: todo deputado deve se comportar com dignidade. A segunda: todo deputado representa o poder legislativo. Agora, função é explicativa.

Como ajudar o leitor a distinguir no texto uma da outra? Fácil. Oração de natureza explicativa será sempre separada por vírgula. A de natureza restritiva, nunca. Portanto, a `ausência ou presença desse sinal torna claro o sentido da frase. Repare:

• Os quatro gerentes da Auditoria da Petrobras, que chegaram ontem de Vitória, participarão da reunião com o Gerente-Executivo.

• Os quatro gerentes da Auditoria da Petrobras que chegaram ontem de Vitória participarão da reunião com o Gerente-Executivo.

As duas frases têm sentidos distintos. Com as vírgulas (explicativa), há duas informações: todos os quatro gerentes lotados na Auditoria da Petrobras participarão da reunião com o Gerente-Executivo e eles chegaram ontem de Vitória. Sem as vírgulas (restritiva), há somente uma informação: apenas quatro dos gerentes da Auditoria da Petrobras – os que chegaram ontem de Vitória – participarão da reunião com o Gerente-Executivo.

Fica claro que, em situações desse tipo, a vírgula contribui – de forma decisiva – para a clareza da frase.

 

 

Instrutor Carlos Alberto Motta
Consultor associado da LCM Treinamento Empresarial Ltda