Treinamentos Empresariais
para desenvolvimento de pessoas
CONTATO
21 3509.1280
Categories Menu

Novidades

O conceito de resiliência

Postado por em 2:44 am em Blog | 0 Comentários

Resiliência é frequentemente referida por processos que explicam a “superação” de crises e adversidades em indivíduos, grupos e organizações (Yunes & Szymanski, 2001, Yunes, 2001, Tavares, 2001). Por tratar-se de um conceito relativamente novo no campo da Psicologia, a resiliência vem sendo bastante discutida do ponto de vista teórico e metodológico pela comunidade científica. Alguns estudiosos reconhecem a resiliência como um fenômeno comum e presente no desenvolvimento de qualquer ser humano (Masten, 2001), e outros...

Leia Mais

Contrato de aprendizagem

Postado por em 11:23 pm em Blog | 0 Comentários

Contrato de aprendizagem é o contrato de trabalho especial, ajustado por escrito e por prazo determinado, em que o empregador se compromete a assegurar ao maior de quatorze e menor de vinte e quatro anos, inscrito em programa de aprendizagem, formação técnico-profissional metódica, compatível com o seu desenvolvimento físico, moral e psicológico, e o aprendiz, a executar com zelo e diligência, as tarefas necessárias a essa formação. A idade máxima permitida para aprendizagem passa a ser 24 anos. Anteriormente eram 18 anos. No...

Leia Mais

Como o brasileiro conta o tempo

Postado por em 8:04 pm em Blog | 0 Comentários

Muitos executivos de outros países têm vindo trabalhar em empresas brasileiras. E a maioria deles se depara com uma grande dificuldade, que é entender a maneira como nós contamos o tempo no Brasil. Uma pergunta simples é: “Quanto tempo vai demorar para o trabalho ficar pronto?”. Uma resposta como “12 minutos” nem passaria pela cabeça de um brasileiro. Porque nós somos muito mais criativos do que isso. Portanto, a resposta mais usual é: “depende”. E no Brasil, depende é uma medida quântica,...

Leia Mais

Armadilhas emocionais comuns em processo decisório

Postado por em 11:42 pm em Blog | 0 Comentários

1. Teoria da Perspectiva Embora os seres humanos não sejam irracionais, tomam as suas decisões mais importantes baseadas em ignorância, medo, orgulho, vaidade, compaixão etc., que os tornam previsíveis e, quase sempre, irracionais. Mais importante que o problema é como esse problema se apresenta para o indivíduo. Isso altera, por exemplo, a noção de Justiça X Injustiça que dependerá da perspectiva com que cada observador analisa a situação. A estrutura da situação e o apelo emocional alteram a perspectiva com que o Negociador...

Leia Mais

Processo decisório em grupos

Postado por em 10:45 pm em Blog | 0 Comentários

Os mesmos vieses que ocorrem no processo decisório do indivíduo (intrapessoais) podem impactar os grupos. Além desses fenômenos de Grupo (interpessoais) que agravam os processos decisórios, o principal fenômeno é o conflito. Conflito é definido como o processo resultante das tensões entre membros da equipe, originadas de diferenças percebidas ou reais, (DeDreu et all , 1999). Dentre os comportamentos de Grupo que podem levar a conflitos e/ou a decisões de Grupos infelizes, destacamos especificamente: O Pensamento de Grupo...

Leia Mais

Necessidade de utilizar soluções estruturadas para a análise de problemas

Postado por em 11:14 pm em Blog | 0 Comentários

A vida de qualquer ser vivo poderia ser resumida pela solução de uma sucessão de problemas, até que um deles, não resolvido, decrete a sua morte. No caso dos seres humanos, os problemas muito simples são resolvidos também de maneira muito simples, por vezes até sem a participação ativa de estruturas mais sofisticadas do cérebro do indivíduo. Por exemplo, se uma pessoa inadvertidamente encostar a sua mão em um corpo muito quente, a pessoa automaticamente a afasta da fonte agressora, sem refletir por que ele tem esta reação (isto...

Leia Mais

Problema e “cegueira do ambiente”

Postado por em 10:17 pm em Blog | 0 Comentários

  O paradigma do autoengano[1]: “Um homem procurava por uma moeda perdida sob a luz de um poste. Um interlocutor perguntou-lhe por que razão ele a procurava naquele lugar, se a havia perdido em outro. O homem então, ingenuamente, lhe respondeu: é porque aqui está mais claro…”. Nem sempre temos noção precisa de que enfrentamos um problema, menos ainda da sua gravidade. Nos ambientes organizacionais, adquirimos a condição de “enxergar” a existência objetiva ou concreta de um problema quando temos presentes três...

Leia Mais

A negociação e o mito ganha-ganha

Postado por em 1:24 am em Blog | 0 Comentários

  Em gestão, muitos mitos vão se criando impune ou – às vezes – inocentemente. Há os que acreditam de verdade que a propaganda é a alma do negócio. Os que chegam a jurar que o cliente tem sempre razão. Além dos que defendem, com unhas e dentes, que é melhor vender alguma coisa que o cliente não quer ou não precisa comprar do que sair da entrevista sem um “pedidinho”. E por aí vai. Em nossos seminários, palestras e treinamentos sempre procuramos discutir os deletérios efeitos que a crença em alguns...

Leia Mais

A força do servir

Postado por em 10:03 pm em Blog | 0 Comentários

Marcas de sucesso se anunciam como maravilhosas e vendem produtos. Empresas grandiosas transcendem a marca. Conquistam reputação de verdade. Elas nem precisam investir tanto em propaganda, porque o Cliente prefere quem, além de vender produtos diferentes, preste serviços dos quais ninguém se esqueça. Essa mistura de produtos diferentes e serviços campeões gera uma vontade compulsiva, em quem experimenta a marca, de falar bem dela para quem encontrar pelo caminho. Isso é reputação. Isso não tem preço. Pouquíssimas empresas...

Leia Mais

A procrastinação(*)

Postado por em 2:36 am em Blog | 0 Comentários

  A palavra é muito feia. Parece até palavrão. Numa “tradução” livre, procrastinar significa “deixar para depois” ou “empurrar com a barriga”. É bem diferente de adiar. Adiamos uma tarefa porque estamos sobrecarregados, ou porque ela não faz parte das nossas prioridades, ou porque é possível cumpri-la mais tarde sem gerar com isso transtornos. O procrastinador crônico adia sem um motivo justificável. Na maioria das vezes, ele alega falta de tempo, falta de compreensão sobre o que deve ser feito ou não saber...

Leia Mais
?php //the_content(); ?