Treinamentos Empresariais
para desenvolvimento de pessoas
CONTATO
21 3509.1280
Categories Menu

Informações não estruturadas e estruturadas

No universo da tecnologia da informação muito se fala em dados estruturados e não estruturados. Mas afinal o que esses termos significam e como eles podem afetar o que é produzido pela sua empresa? Saber o que são dados estruturados e não estruturados e suas diferenças é fundamental para dar um bom andamento ao seu projeto de gestão de documentos e informações.

A tecnologia existente hoje é completamente confiável, mas os softwares e plataformas apenas ajudam a organizar. Tornar o projeto viável depende de conhecer conceitos e a própria cultura do ambiente corporativo.

De acordo com estudos, 80% do conteúdo produzido em uma empresa normal é em formato não estruturado. Mas o que isso significa e qual a diferença para um estruturado?

Vamos entender a diferença entre dados estruturados e não estruturados:

1) Dados Estruturados

São os dados que estão armazenados dentro de uma estruturada que podemos entender “a olho nu”, pois estão armazenados de forma organizada. Esta organização é geralmente feita por colunas e linhas (parecidos com as planilhas do Excel), mas pode variar de acordo com a fonte de dados. Alguns exemplos de dados estruturados:

  • Planilhas eletrônicas (Excel)
  • Bancos de dados
  • Arquivos XML
  • Arquivos CSV

2) Dados Não Estruturados

Quando não conseguimos identificar uma organização clara dos dados lá armazenados, concluímos que esta é um dado não estruturado. Como identificar as todas as palavras de um documento texto (bloco de notas, Word, e-mails, entre outros) e relacioná-las a um contexto? Como tirar insights de uma imagem e enquadrá-la em um cenário? É praticamente impossível, não é? Quando nos deparamos com esta situação desorganizada, estamos lidando dados não estruturados.

Abaixo alguns exemplos:

  • Arquivos de texto: documentos words, apresentações (PowerPoint), e-mail, logs, anotações.
  • Dados de Redes Sociais: posts, likes do facebook, tweets do twitter, posts do linkedIn.
  • Website: vídeos do YouTube, imagens do instagram, …
  • Dados móveis: mensagens de texto (SMS), dados sobre geolocalização.
  • Comunicações: conversas de Chat, gravações telefônicas, …
  • Mídia: arquivos de MP3, fotos digitais, arquivos de áudio e vídeo.

 

Instrutor José Nazareno Morais

Consultor associado da LCM Treinamento Empresarial Ltda