Treinamentos Empresariais
para desenvolvimento de pessoas
CONTATO
21 3509.1280
Categories Menu

Convenções gráficas

Todas as línguas que fazem uso do sistema alfabético estabeleceram, durante o processo de desenvolvimento de sua representação escrita, uma convenção para regulamentar o uso de letras, dos acentos gráficos, dos sinais de pontuação e dos números.

GRAFIA DE NÚMEROS

Use sempre o algarismo.

  1. Com mil, milhão, bilhão e trilhão, use a forma mista. Por exemplo: 3 mil unidades, 2 milhões de pessoas, R$ 3,2 bilhões.
  2. Use o separador de milhar em números maiores do que 999. Por exemplo: 200, 25.549 ou 1.678.341.
  3. Na indicação de anos, não se usa o separador. Por exemplo: Desde 2012, as taxas de juros não atingiam patamar tão baixo.
  4. Separe com espaço o número da unidade de medida. Por exemplo: 32 km; 8 h.

GRAFIA DE MOEDAS

Use o símbolo separado do valor por um espaço ou o nome da moeda por extenso em letras minúsculas. Por exemplo: R$ 45 milhões ou 45 milhões de reais. Para quantias exatas, grafe numericamente e depois por extenso. Por exemplo: R$ 12.455,34 (doze mil e quatrocentos e cinquenta e cinco reais e trinta e quatro centavos).

GRAFIA DE DATAS E HORAS

  1. Na grafia de hora exata, use 8 h, 12 h, 14 h, 21 h.
  2. Na grafia de hora seguida de minuto ou segundo, use 8h30 ou 8h30min; 23h45 ou 25h45min; 4h37min20 ou 4h37min20seg.
  3. Na indicação de duração, use oito horas, 25 minutos, quarenta segundos.
  4. Use a grafia da data com o mês por extenso quando a data for uma informação, Por exemplo: O gestor disse que o sistema parou de funcionar no dia 23 de maio de 2015.
  5. Use a grafia de data em que o mês é representado numericamente apenas quando for referência. Por exemplo: No ofício 0000-00, de 23/3/2018, o gestor afirmou que…

USO DE PALAVRAS ESTRANGEIRAS

O uso excessivo de termos estrangeiros, além de soar pedante, pode dificultar a compreensão do assunto. Lembre-se de que palavras e expressões que são comuns para você nem sempre fazem parte do dia a dia do seu interlocutor. Ao falar e escrever, prefira sempre termos equivalentes em português, a não ser que a palavra estrangeira esteja consagrada pelo uso.

Alguns padrões:

  1. e-mail
  2. on-line e off-line
  3. site ou website
  4. intranet, Internet e Web
  5. URLs: www.petrobras.com.br (sem http://)
  6. check-in e check-out
  7. in-time
  8. offshore

A NUMERAÇÃO EM TEXTOS TÉCNICOS

Elemento Tipo de numeração
Página Numeral cardinal, centralizado no fim da página.
Seções Numeral cardinal seguido de ponto. O relatório tem apenas oito seções. O anexo não é considerado seção.
Parágrafos da seção Numerais cardinais intercalados por ponto.
Anexo Numeral cardinal.
Lista Letra minúscula, seguida de parêntese.
Ilustração Numeral cardinal.
Nota de texto Numeral cardinal seguido de parêntese.
Nota de rodapé Numeral cardinal entre dois parênteses.

Notas

  1. Todas as páginas devem ser numeradas.
  2. Se houver apenas um anexo, grafa-se Anexo 1.
  3. Todo anexo deve conter título.
  4. A numeração de páginas do anexo deve ser feita consecutivamente à do texto.
  5. A numeração da nota de rodapé é sequencial, ao longo de todo o relatório.
  6. A nota de rodapé fica disposta no pé da página e separada do texto por uma linha de 3cm.

GRAFIA DE SIGLAS

  1. As siglas devem ser escritas em maiúscula e sem negrito. Por exemplo: CIS, SGF, STC.
  2. As siglas pouco conhecidas devem ser explicitadas antes. Por exemplo: Sistema de cadastro de clientes especiais (SCCE).
  3. Não há ponto intermediário entre as letras que compõem a sigla. Por exemplo: S.G.F. Exceção para sociedade anônima, que pode ser S.A. ou S/A.
  4. Não se usa apóstrofo no plural da sigla. Por exemplo: CIS’s. Limite-se a acrescentar o S minúsculo (CISs).

 

Instrutor Carlos Alberto Motta

Consultor associado da LCM Treinamento Empresarial Ltda