Treinamentos Empresariais
para desenvolvimento de pessoas
CONTATO
21 3509.1280
Categories Menu

A procrastinação(*)

 

A palavra é muito feia. Parece até palavrão. Numa “tradução” livre, procrastinar significa “deixar para depois” ou “empurrar com a barriga”. É bem diferente de adiar. Adiamos uma tarefa porque estamos sobrecarregados, ou porque ela não faz parte das nossas prioridades, ou porque é possível cumpri-la mais tarde sem gerar com isso transtornos. O procrastinador crônico adia sem um motivo justificável. Na maioria das vezes, ele alega falta de tempo, falta de compreensão sobre o que deve ser feito ou não saber trabalhar sob pressão.

Para Rizzi (2009), os verdadeiros motivos de procrastinar uma tarefa são:

  1. Excesso de confiança ou de otimismo: a pessoa se convence de que consegue realizar a tarefa mais rapidamente do que o tempo previsto. Se forem estipulados dez dias, ele só começará a fazer na véspera ou no dia acertado para a entrega.
  2. Dificuldade em executar tarefas longas e complexas: a falta de conhecimento sobre o assunto, a dificuldade em fazer uma pesquisa e o desconhecimento sobre como trabalhar por etapas levam o indivíduo a “congelar”. Sem ajuda, não sai do lugar. Ele não consegue sequer iniciar a tarefa.
  3. Hostilidade: a pessoa não sente prazer em executar um tipo de tarefa ou não gosta de quem o indicou para realizá-la. Para o procrastinador, são motivos justos para “empurrar com a barriga” sua execução.
  4. Vitimização: o indivíduo alega estar sempre ocupado. Na verdade, o que falta a ele é a consciência de que precisa urgentemente organizar sua vida e procurar administrar melhor o tempo.
  5. Perfeccionismo exagerado: a vontade de fazer tudo com perfeição leva o indivíduo a iniciar a tarefa somente após ter à mão tudo que julga necessário para executar a tarefa. Por isso, ele só inicia se dispuser de todas as informações sobre o assunto ou se contar com as melhores ferramentas para realizar a tarefa.

COMO LIDAR COM A PROCRASTINAÇÃO

Aqui vão algumas dicas que certamente ajudarão a lidar com a procrastinação:

  1. Tenha metas e objetivos claros e bem definidos. Busque sempre uma motivação para as atividades pertinentes à sua vida pessoa e profissional. Ela é uma arma poderosa para evitar a procrastinação.
  2. Antes de aperfeiçoar, procure concluir. Primeiro, termine a tarefa no prazo previsto. Depois, se sobrar tempo, aprimore-a antes de entregar.
  3. Divida para conquistar. Quebre tarefas grandes e complexas em menores e mais fáceis de serem realizadas. Comece pelas partes em que se sentir mais à vontade, as que você tem mais experiência no assunto. Com esse cuidado, a economia de tempo é grande e permite mais conforto nas partes mais difíceis de realizar.

 

(*) Segundo pesquisa realizada pela FIRJAN em 2011, 33% dos profissionais brasileiros afirmaram gastar duas horas da jornada sem fazer nada de efetivo. 52% admitiram deixar atividades necessárias para a última hora. Para Christian Barbosa, especialista em gestão de tempo, esses índices são mais altos que os de pesquisas semelhantes nos EUA, no Reino Unido e na Austrália, onde procratinadores crônicos são 20% da população economicamente ativa.

Instrutor Carlos Alberto Motta

Consultor associado da LCM Treinamento Empresarial ltda


[1]  Segundo pesquisa realizada pela FIRJAN em 2011, 33% dos profissionais brasileiros afirmaram gastar duas horas da jornada sem fazer nada de efetivo. 52% admitiram deixar atividades necessárias para a última hora. Para Christian Barbosa, especialista em gestão de tempo, esses índices são mais altos que os de pesquisas semelhantes nos EUA, no Reino Unido e na Austrália, onde proscratinadores crônicos são 20% da população economicamente ativa.